Medo da pandemia de covid-19 afeta a saúde emocional: como lidar melhor

Medo da pandemia de covid-19 afeta a saúde emocional: como lidar melhor

Diante do número crescente de mortes mundo afora, a covid-19 está causando outra pandemia: a de medo. E não é para menos. O estado afetivo surge sempre que uma situação coloca nossas vidas ou a espécie humana em risco, e nos leva a tomar atitudes para enfrentar o perigo.

Um artigo publicado por pesquisadores brasileiros no Revista Brasileira de Psiquiatria —baseado em estudos feitos em tragédias, epidemias e pandemias, inclusive a do novo coronavírus — afirma que quando o medo é crônico ou faz o perigo parecer maior do que de fato é, torna-se nocivo e pode ser o gatilho para o desenvolvimento de problemas de saúde mental. Ele aumenta os níveis de ansiedade e estresse em pessoas saudáveis e intensifica os sintomas das que têm transtornos psiquiátricos pré-existentes.

Ainda segundo o documento, durante epidemias o número de pessoas que desenvolvem distúrbios psíquicos tende a ser maior do que as que são afetadas pelo processo infeccioso.

Dicas para se proteger do medo: 

  • Escolha fontes de informações confiáveis
  • Tenha cuidado com as fake news e não passe o dia inteiro acompanhando notícias sobre a covid-19;
  • Mantenha-se conectado com os amigos e parentes por telefone e pelas redes sociais;
  • Divida suas angústias com a família e amigos;
  • Procure se distrair com atividades como ler livros, ver séries na televisão ou fazer artesanato;
  • Pratique exercícios físicos não exaustivos;
  • Evite o consumo excessivo de cigarro e bebidas alcoólicas;
  • Faça meditação e exercícios de respiração;
  • Reserve um tempo para fazer orações ou preces;
  • Procure ter um sono reparador;
  • Fique em contato com a natureza, se possível;
  • Cultive o bom humor;
  • Busque ajuda de especialistas se o medo estiver insuportável, se estiver sofrendo hostilidade ou violência doméstica

Fonte: UOL